Eu adoro falar sobre madeiras e a história da luteria tradicional, mas também sou um nerd em tecnologia e um preservacionista que há muito tempo acompanha a evolução dos instrumentos feitos em fibra de carbono. E estou ainda mais entusiasmado com o que é possível ser feito hoje em dia, depois de passar algum tempo com o violão Lava Me Pro.

Um recurso que se destaca – além do visual, obviamente – é o design de corpo/braço moldado por injeção em uma única peça, que utiliza alumínio e um material chamado AirSonic proprietário da Lava Music.

A tocabilidade é excelente graças à escala Plek’d e ao braço rápido (embora com uma sensação ao toque diferente). Com as costas escorregadias no estilo Ovation e a forma do corpo parecida com uma Pêra, pode demorar um pouco para o violonista encontrar uma boa posição quando sentado, mas é bastante confortável de pé, pendurado no ombro. De acordo com a Lava Music, o violão é “à prova de intempéries” e imune a mudanças extremas (ou não tão extremas) de temperatura e umidade.

Desplugado, o violão Lava Me Pro é um canhão. Seus graves ricos, profundos e altos combinam muito bem (embora permaneçam destacados) com os agudos e médios claros que dão liga ao som.

O pré-amplificador recarregável L2 Pro integrado – projetado em parceria com L.R. Baggs – fornece um menu de efeitos, incluindo um reverb de timbre natural, chorus e tap-tempo delay. E eles funcionam todos desplugados.

O pré-amplificador também gerencia o microfone integrado e o sistema piezoelétrico – que podem ser misturados para uma variedade de sabores por meio do controle mix. Quando eu conectei em um amplificador acústico, a parte eletrônica ficou super silenciosa e o feedback praticamente não foi um problema.

O Lava Me Pro é um violão equipado, bem construído e fácil de tocar, com alguns timbres legais dentro dele. Não é exatamente barato (Nota: consulte o preço no site do importador oficial), mas seu preço é certamente atraente quando comparado a outras opções de violões feitos em de fibra de carbono que existem por aí.